Não usar cinto de segurança no banco de trás, aumenta o risco de morte do passageiro da frente!

A Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (ABRAMET) divulgou uma diretriz que reforça a importância do uso do cinto de segurança como uma medida fundamental para reduzir o risco de morte e ferimentos graves em acidentes automobilísticos.

Segundo a ABRAMET, o uso correto do cinto pode reduzir em até 60% o risco de morte para passageiros nos bancos da frente e em até 44% para aqueles sentados no banco de trás.

O objetivo da diretriz é fornecer informações atualizadas e embasadas cientificamente sobre os benefícios do uso do cinto de segurança, visando subsidiar decisões médicas e estimular a conscientização da população sobre a importância dessa medida simples, porém essencial, para proteger vidas nas estradas.

Não usar cinto no banco de trás, aumenta as chances de morte do passageiro da frente.
Não usar cinto no banco de trás, aumenta as chances de morte do passageiro da frente.

De acordo com a ABRAMET, o cinto de segurança foi projetado para evitar que braços, pernas e cabeça se choquem contra as estruturas rígidas do veículo ou com outras pessoas durante um acidente. Além disso, ele evita que os órgãos internos sofram as forças geradas em uma colisão, dissipando a energia do impacto. O não uso do cinto também aumenta o risco de ejeção dos ocupantes do veículo, o que pode agravar as lesões e até mesmo levar à morte.

Flávio Emir Adura, diretor científico da ABRAMET, ressalta que o uso do cinto de segurança é uma opção simples, fácil e essencial para proteger a vida no trânsito. A diretriz destaca que quando utilizado corretamente, o cinto reduz a incidência de ferimentos nos quadris, coluna vertebral, cabeça, tórax, abdome e também diminui o risco de perfuração do globo ocular. Estudos científicos comprovaram que o cinto de segurança é capaz de reduzir as lesões oculares perfurantes em até 60%.

Veja mais no Agora Motor!

A diretriz da ABRAMET também desmistifica a ideia de que o banco traseiro é relativamente seguro e dispensa o uso do cinto de segurança. Segundo a entidade, os ocupantes do banco traseiro estão sujeitos às mesmas forças de impacto que os ocupantes dos bancos dianteiros em caso de colisão frontal. Um estudo realizado no Japão concluiu que quase 80% das mortes de ocupantes dos bancos dianteiros, que estavam usando cinto de segurança, poderiam ter sido evitadas se os ocupantes do banco traseiro também estivessem utilizando o equipamento.

A diretriz da ABRAMET também aborda a legislação vigente e oferece orientações sobre o uso adequado do cinto de segurança para públicos com necessidades especiais, como gestantes, pessoas obesas, crianças e idosos. É fundamental que os médicos do tráfego e profissionais da área da saúde estejam familiarizados com o funcionamento do cinto de segurança e compreendam sua importância em diferentes tipos de acidentes.

Portanto, é fundamental que todos os ocupantes de um veículo utilizem o cinto de segurança de forma correta, independentemente da posição em que estejam sentados. Essa medida simples pode salvar vidas e evitar graves consequências em caso de acidentes. A conscientização sobre a importância do uso do cinto deve ser disseminada para garantir a segurança de todos no trânsito.

Referência: Portal do Trânsito

Avalie esse artigo

Thiago Klaumann
Administrador de empresas, profissional de marketing e empreendedor na internet. Fã de Fórmula 1, Stock Car, Moto GP e demais categorias de corridas, é apaixonado por automobilismo desde criança. Piloto de kart nas horas vagas, está sempre antenado em todos os lançamentos do mercado. Atualmente dedica-se à redação do portal Agora Motor, publicando artigos, notícias, pesquisas, testes e conteúdo multimídia sobre o universo automobilístico.
Posts relacionados
Notícias Descubra os 10 carros seminovos mais procurados do mercado!

Uma pesquisa recente realizada pela Mobiauto, plataforma de compra e venda de veículos, revelou quais…

Gabriel May Oechsler
Notícias 5 melhores carros elétricos para idosos: Práticos e modernos!

Os carros elétricos estão cada vez mais populares e agradando diferentes públicos. Eles são econômicos,…

Bruno Martendal
Notícias Casa abandonada tinha quase R$ 1 milhão em carros abandonados!

Uma casa localizada às margens da Represa Guarapiranga, na Zona Sul da cidade de São…

Thiago Klaumann
Notícias As melhores lasanhas (carros) do Brasil!

Um valor generoso é o suficiente para selecionarmos dez carros capazes de fazer o consumidor…

Thiago Klaumann
Notícias Conheça a Lamborghini para drifts, corpo italiano, mas coração japones

Trocar o motor de um carro pode ser um desafio incrível, ainda mais se o…

Bruno Martendal
Deixe seu comentário