Agora Motor logomarca

Materiais inusitados que veículos já foram feitos! Veja os mais excêntricos!

A indústria automobilística parece depender de vários tipos de metal. Ele usa diferentes tipos de ligas, mas não para de inovar ou encontrar novos componentes quando necessário. 

Em alguns casos, também é impulsionado por modelos, marcas ou herança de certos segmentos de mercado de usar materiais como madeira, que ainda estão na produção de carros hoje. Separamos cinco materiais que você pode não ter pensado na produção e fabricação de veículos.

Guia do Conteúdo

Materiais inusitados – Ouro

Quando a McLaren criou seu primeiro supermodelo para a Fórmula 1, teve que lidar com o calor gerado pelo enorme motor V12 da marca.

Como o custo não era uma grande preocupação, ele usou um dos melhores materiais de isolamento disponíveis: ouro. Este material é usado para cobrir todo o capô.

Cannabis

Item de produção de fios ainda mais antigo que o algodão, o cânhamo tem seus derivados. Um deles é a cannabis, que atualmente é usada para fazer medicamentos contendo CBD (o ingrediente ativo sem os efeitos alucinógenos da cannabis).

Em 2008, o carro esportivo Lotus Elise também usava maconha. A empresa britânica construiu uma versão do carro 32 kg mais leve, graças aos bancos esportivos feitos de fibras de fábrica.

Em 1941, a Ford apresentou um carro conceito que usava maconha na produção de sua carroceria, que também queimava óleo vegetal.

materiais inusitados
Imagem retirada do site: CarMagazine.

Madeira

Houve um tempo na história a madeira era o material dominante na fabricação de automóveis, hoje é amplamente utilizada nos acabamentos de painéis de carros de luxo.

Mesmo assim, a Morgan, fabricante britânica que fabrica carros com maquinário moderno da BMW e visual retrô, aposta no uso de madeira em seus chassis. Eles usam cinzas, que é uma árvore, mas as peças não são 100% materiais como costumavam ser.

Bambu

A empresa sueca Rinspeed é mestre na criação de projetos e soluções inovadoras. Se nem sempre chegam às ruas, às vezes pelo menos servem de estudo para outras marcas que buscam inovar, seja pela sustentabilidade ou pelo cool.

No que diz respeito ao conceito de bambu, como o nome sugere, o interior do veículo é feito inteiramente de fibras de bambu.

Fibra de Coco

Desde 1994, a Mercedes-Benz utiliza fibra de coco para o interior de seus veículos comerciais produzidos no Brasil, como o Sprinter.

Além disso, a Fiat chegou a testar o material no Uno Ecology, apostando na sua utilização em interiores e bancos.

Acompanhe todas as notícias do Agora Motor e fique por dentro de curiosidades e tudo que acontece no mundo dos motores!

Avalie este artigo

Avalie esse artigo

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.