Uso indevido do piloto automático do Tesla pode resultar em fatalidades

Um recurso da Tesla chamado Autopilot, que auxilia os motoristas na estrada, foi recentemente examinado devido a questões de segurança. A empresa afirma que o Autopilot se destina ao uso em rodovias de acesso controlado, com marcações de faixa claras e sem tráfego cruzado.

No entanto, o manual da Tesla também destaca que o recurso pode não funcionar bem em áreas com colinas íngremes ou curvas acentuadas. Apesar de ter a capacidade de restringir onde os motoristas podem usar o piloto automático, a Tesla opta por não fazê-lo. Esta decisão resultou em pelo menos oito acidentes graves e até fatais, de acordo com o The Washington Post.

Um desses incidentes trágicos envolve Dillon Angulo e Naibel Benavides Leon

Usar o piloto automático do Tesla de forma errada, pode causar fatalidades.
Usar o piloto automático do Tesla de forma errada, pode causar fatalidades.

Depois de um longo dia de pesca em Key Largo, Flórida, Dillon Angulo e Naibel Benavides Leon pararam na beira da estrada e saíram de seu Chevy Tahoe para observar as estrelas. De repente, disse Angulo, o mundo desabou.

Um Tesla operando no modo piloto automático acelerou em uma interseção em T a cerca de 70 mph (aprox. 113 km/h), lançando o jovem casal no ar. Benavides Leon perdeu tragicamente a vida, enquanto Angulo sofreu ferimentos graves. Imagens capturadas por câmeras corporais da polícia, obtidas com exclusividade pelo The Washington Post, mostram o motorista abalado afirmando que estava dirigindo no piloto automático e tirou os olhos da estrada quando deixou cair o telefone.

No entanto, o acidente de 2019 revela um problema mais profundo do que apenas a negligência do condutor. Ocorreu numa estrada rural onde a tecnologia Autopilot da Tesla não foi projetada para ser usada. Imagens da câmera do painel do Tesla, obtidas exclusivamente pelo The Post, mostram o veículo passando por uma placa de pare, uma luz piscando e cinco placas amarelas alertando que a estrada termina e os motoristas devem virar à esquerda ou à direita.

Painel do Model 3.
Painel minimalista do Model 3. Foto: Divulgação

Após o acidente de 2016 que ceifou a vida de Joshua Brown, o National Transportation Safety Board instou a National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) a impor limites sobre onde os recursos de assistência ao motorista podem ser usados. No entanto, a NHTSA ainda não tomou medidas, citando a complexidade e a natureza intensiva de recursos para garantir que os sistemas de assistência ao condutor sejam utilizados apenas nas condições pretendidas. Em vez disso, a NHTSA prefere concentrar-se na promoção da atenção do condutor ao utilizar sistemas como o Autopilot.

Enquanto isso, a Tesla afirma desde 2018 que não vê razão para limitar onde os proprietários podem usar o piloto automático, já que os motoristas determinam o ambiente operacional aceitável. No entanto, os motoristas não são infalíveis, e o Post descobriu aproximadamente 40 acidentes graves ou fatais desde 2016 envolvendo proprietários de Tesla que usavam o piloto automático no momento do incidente. Pelo menos oito desses acidentes ocorreram em estradas onde os motoristas não deveriam usar o piloto automático.

Conheça o Tesla Model S 2024

“Se o fabricante não leva a segurança a sério, então cabe ao governo federal garantir que eles estão protegendo os outros”, disse Jennifer Homendy, presidente do Conselho Nacional de Segurança nos Transportes (NTSB), em entrevista ao The Post. No entanto, a segurança não parece ser uma prioridade quando se trata da Tesla. Homendy passou a criticar a NHTSA, perguntando: “Quantas pessoas mais precisam morrer antes de você agir como agência?”

O debate em torno do recurso Autopilot da Tesla continua, com defensores defendendo regulamentações e limitações mais rígidas para evitar novos acidentes. À medida que as investigações sobre estes incidentes persistem, resta saber como esta controvérsia irá impactar o futuro desenvolvimento e utilização da tecnologia de condução autônoma.

Avalie esse artigo

Gabriel May Oechsler
Redator online do portal Agora Motor, tem 21 anos e está sempre antenado no universo automobilístico, gosta de esportes, jogos e notícias automotivas. Iniciou sua jornada no site Agora Motor em 2022, trabalhando com pesquisas extensas e escritas de artigos e notícias sobre carros, motos, etc.
Posts relacionados
Notícias Rolls-Royce Cullinan da Novitec beira a perfeição!

Há seis anos, a Rolls-Royce lançou o Cullinan, um crossover de luxo que vem ganhando…

Thiago Klaumann
Notícias Pontiac Fiero de “How I Met Your Mother” não era o pior carro da série!

“How I Met Your Mother” é uma série que conquistou os fãs com sua comédia…

Gabriel May Oechsler
Notícias 5 Melhores motos para o dia a dia, que funcionam para viajar!

O artigo apresenta cinco opções de motos para o dia a dia econômicas e com bom desempenho para uso tanto na cidade quanto nas estradas, confira!

Bruno Martendal
Notícias Mc Ryan SP amplia sua frota com uma Ferrari de R$ 5 milhões!

O funkeiro paulista Mc Ryan SP acaba de adicionar mais um carro luxuoso à sua…

Bruno Martendal
Notícias Descubra os 10 carros seminovos mais procurados do mercado!

Uma pesquisa recente realizada pela Mobiauto, plataforma de compra e venda de veículos, revelou quais…

Gabriel May Oechsler
Deixe seu comentário