Agora Motor logomarca

VW priorizará elétricos e já começa a “abandonar” combustão na América do Norte

3 minutos de leitura

Com a intenção de nos próximos anos contar com toda sua frota com motores elétricos, a montadora Alemã divulgou recentemente seu plano de “eletrificar” toda a produção, começando pela América do Norte. Em nota oficial ela deu pequenos detalhes de como será essa transição. 

Com US$7,1 bilhões investidos na região nos próximos cinco anos, pouco mais de R$35 bilhões, a Volkswagen espera que 55% de suas vendas na América do Norte sejam veículos puramente elétricos por volta de 2030.

“A Volkswagen começará a eliminar gradualmente os veículos movidos a combustão de sua linha norte-americana, deixando de oferecê-los no início da próxima década. No lugar deles, a Volkswagen avançará com sua linha elétrica, incluindo o ID.4 montado nos EUA em 2022, o ID. Buzz em 2024 e novos SUVs elétricos a partir de 2026. Ao todo, as marcas do Grupo Volkswagen planejam introduzir mais de 25 novos veículos elétricos a bateria (BEVs) aos consumidores norte-americanos até 2030”, explicou Scott Keogh, presidente e CEO da Volkswagen Group of América. 

Guia do Conteúdo

Investimento pesado

Veículos Elétricos
Carros elétricos já não são tendências, são realidade. Foto: reprodução

Com a intenção de estruturar as fábricas de de Puebla e Silao, no México, para poder produzir 100% da produção de veículos com motores elétricos a empresa vai dedicar parte do investimento em maquinários, novos equipamentos e equipe treinada. 

O Brasil ganha com isso? Muita coisa! O Brasil tem acordo tarifário com a marca e país. Ou seja, veículos produzidos no méxico possuem isenção de certos impostos e valores mais baixos em outros. Desta forma, os modelos produzidos nestas plantas podem chegar com valores mais convidativos por aqui.

Outro movimento importante é o plano da Volkswagen de projetar e projetar a carroceria e o interior dos modelos norte-americanos orientados para o mercado até 2030, além de aumentar os benefícios de escala da plataforma exclusiva de veículos elétricos do grupo, exemplificada pela arquitetura MEB e futuros SSPs.

Para construir o ID.4 nos EUA, a VW investiu mais de US$ 2,7 bilhões no país, trabalhando com fornecedores no continente norte-americano, inclusive com a SK Innovation para baterias.

A Volkswagen já tem várias campanhas e campanhas no Brasil para avaliar a aceitação pública do ID.4 e ID.3, onde ambos os EVs devem ser vendidos.

Com testes sendo realizados para começar a produzir células de bateria nos Estados Unidos, a marca estuda todo tipo de ajuste para que possa atender a demanda de todos seus modelos e poder colocar em prática o plano de num futuro próximo ter todos seus modelos com motores elétricos.

Continue acompanhando o Agora Motor e fique por dentro de tudo que acontece no mundo sobre rodas.

Avalie este artigo

Avalie esse artigo

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *